Não é só uma camiseta.

A gente nem precisa dizer que o mundo tá virado, né?! É cada tabefe que a vida dá, que fica difícil fingir que, vezenquando, não bate aquela vontade de fugir. E é por isso que a Peita existe, pra ser a sua ferramenta de enfrentamento contra as opressões diárias.

Que putaria é essa?
Karina Gallon idealizadora da PEITA segurando a bandeira da puta peita durante a manifestação do 8 de março

Sobre identificação, representatividade e encorajamento.

Nosso layout é pensado para prender a atenção já de longe. Como um cartaz itinerante, invadimos as ruas e desafiamos o outro lado da força, levando a palavra do feminismo pra outros contextos abordando assuntos ainda espinhosos e militando fora dos espaços de militância. 

Por quê?

Uma marca-protesto que confia no potencial revolucionário dos diálogos que promove.

Gostamos dessa provocação e da força que a Peita tem de instigar a resistência pra quem a veste.

Bota sua peita e vem com a gente fazer esse mundão girar no sentido certo. Pro lado que todo mundo se entende, se respeita e aceita viver com a pluralidade de seres humanos que existem.

Conteúdo exclusivo das nossas colunistas pra você.

Mais PUTABLOG

Como chegar na PEITA

Nosso estúdio fica em Curitiba na rua Itupava, 810. Atendemos de segunda à sexta, das 10h às 18h.

AVISO COVID19* Acompanhe pelo nosso IG ou pelo GOOGLE nossos horários atualizados.

Ver no mapa

Siga a @putapeita no instagram.