"O que é Maturidade Emocional?" por Larissa Tomass

Nosso emocional é frágil. É um amontoado de sentimentos e emoções borbulhando por dentro. Quando crianças vivemos a expressão desse borbulhar livremente e aos poucos vamos aprendendo que para viver em sociedade é preciso controlar as emoções.

Esse controle vai moldando nosso corpo, que é a expressão mais sólida e viva do nosso inconsciente. Com esse controle vamos aprendendo a conter, guardar e a encaixotar as emoções. Elas que são aquela expressão mais viva de energia vital. Um rio que corre livre, às vezes agitado e outras vezes calmo.

A maturidade emocional é o que escolhemos buscar no processo terapêutico. Seguimos acolhendo, escutando e se reconectando com nossas emoções para aprender a entendê-las, expressá-las de forma mais natural e na medida mais próxima da verdade de cada momento. Conter as emoções é irracional, é uma agressão ao nosso sistema emocional, que fica confuso, gastando energia de vida para expressar e conter. Essa briga interna gasta mais energia e gera mais cansaço do que simplesmente sentir a emoção e passar por ela.

A maturidade vem aqui ser um conjunto de processos de sentir, um acúmulo de repertório, assim como uma banda que estuda o que vai tocar no show e ensaia quantas vezes for necessário. A maturidade traz essa possibilidade. Vários ensaios, vários treinos, uns melhores, outros nem tanto. Uns saem mais afinados outros não é aquelas coisas, pois cada dia estamos diferentes e nos expressamos diferente.

Aprender a expressar as emoções e dar a importância que merece cada situação que vivemos, nem mais, nem menos. Todas elas são essenciais para a nossa evolução e desenvolvimento. Não acredite quando alguém te diz que a raiva é ruim ou que a tristeza não deve ser sentida. A raiva movimenta nossa vida. É um sentimento que nos faz agir, caminhar, correr. E a tristeza com toda sua internalização vem proporcionar esse momento de acolhimento interno. Acolhimento necessário muitas vezes pra se pegar impulso pro próximo passo.

Conhecer os sentimentos e as emoções e dar valor a cada um deles. Assim se vive uma vida com maturidade emocional.

--------------------------------------

Larissa Tomass é psicóloga corporal, é quem realiza as entrevistas dos minidocs "O que é Lutar Como uma Garota" e a partir de setembro ministra o curso Potências Femininas, em Curitiba.

Foto: Tchê Vinicius

Deixe um comentário