Terceiro grande “Pañuelazo Verde” #19F da Argentina

Hoje, 19 de fevereiro, Dia Internacional de Ação Global pelo Aborto Legal, Seguro e Gratuito, nossas hermanas da Argentina estão em peso nas ruas, a grande maioria concentrada em frente ao Congresso Nacional da Nação para um um novo “Pañuelazo Verde”. Rodas de conversa, manifestações artísticas, incluindo uma nova versão da letra e coreografia do “un violador en tu camino”, do coletivo feminista “Las tesis”, estão na programação do #19F. 




O objetivo deste ano é pressionar o presidente Alberto Fernández a encaminhar o quanto antes ao Congresso o projeto pela legalização do aborto, do qual ele vem falando desde que foi eleito em 2019. O aborto é a primeira causa de mortalidade materna da Argentina. No Brasil, o procedimento realizado de forma insegura é o quarto lugar no ranking. 

 


2020 é o terceiro ano que o “Pañuelazo Verde” acontece e as expectativas são grandes. O primeiro grande pañuelazo foi em 2018, quando as argentinas foram às ruas exigir uma atitude do governo ante as mortes de suas companheiras. A manifestação teve visibilidade nacional e garantiu que o aborto fosse discutido pela primeira vez dentro do Congresso, em 2019. O Projeto de Lei de Interrupção Voluntária da Gravidez passou pela Câmara dos Deputados, mas esbarrou no conservadorismo dos senadores. Com a renovação parcial da Câmara Alta após as eleições de 2019, as expectativas e esperanças das feministas que lutam pela legalização do aborto são grandes.

 

Terceiro grande “Pañuelazo Verde” da Argentina

Acompanhe toda cobertura nas redes da Campaña Nacional Por el Derecho al Aborto Legal, Seguro y Gratuito.

  

( • )

Luana Angreves é jornalista, responsável pela comunicação da PEITA, milita pelo aborto legal e demais direitos sexuais e reprodutivos das mulheres na Rede Feminista de Saúde do Paraná, através da qual, faz parte do Conselho Municipal da Mulher de Curitiba.

Deixe um comentário